Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

Uma segunda época de regressão - parte II

Depois de um ano "zero" com Leonardo Jardim (vínhamos do tal 7º lugar), ao Sporting de Marco Silva era-lhe exigido mais altos voos. 

 

Depois de uma época sem jogos europeus, a então jovem e inexperiente equipa teria que se bater na Liga dos Campeões (há 5 anos que o SCP não disputava a prova milionária), e conseguir complementar isso com o objectivo interno, que passava já por ser campeão.

 

Um Sporting ainda muito "verdinho" para tamanha ambição e exigência. 

 

Mas, Marco Silva aceitou o desafio, como se viu obrigado a aceitar reforços de "nomeada" ao nível do Mini-Messi, Rabia, Sarr, Slavchev, etc.

 

No final da temporada conseguiu-se:

 

Liga Portuguesa - o 3º lugar com 76 pontos.

Taça de Portugal - Vencedor (pelo meio eliminamos o FC Porto no Dragão).

Taça da Liga - Eliminados na fase-de-grupos, mas Marco Silva estava condicionado por Bruno de Carvalho a utilizar jogadores da formação e da equipa B.

Liga dos Campeões - Uma não-qualificação para os Oitavos-de-final devido aquele erro escandaloso de arbitragem na Alemanha contra o Schalke04.

 

Marco Silva foi ao longo da temporada tratado da forma como nos lembramos, e dias depois da conquista da Taça de Portugal, este saiu pela porta dos "fundos". 

 

Jorge Jesus foi apresentado como o homem que iria fazer do Sporting campeão, quando Leonardo Jardim e Marco Silva já tinham deixado uma boa base. Havia essa expectativa.

 

E os números não mentem. Passados 2 anos, nada se conquistou (não me venham com a Supertaça), e esta última época de Jorge Jesus conseguiu ser um fracasso relativamente à primeira e única época de Marco Silva, com as condicionantes já mencionadas.

 

É só relerem este artigo para compararem com os números do Jorge Jesus esta temporada.

 

Conclui-se que o Sporting, para além de não ter conseguido dar mais um passo, pelo contrário, regrediu.

 

O que ainda não regrediu foi o ordenado de Jorge Jesus. Pelo contrário, até foi aumentado no final da primeira época (7,5 milhões\época!!!).

 

Agora com o Marco Silva no FC Porto (a confirmar-se), a próxima temporada tem tudo para ser "épica".

Mais sobre mim

imagem de perfil

O Cantinho de Alkmaar

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D