Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

"Ser presidente", passou de uma "missão", a um emprego a manter a todo o custo!

Declarações de José Roquette em 2009

 

Para José Roquette, ser presidente do Sporting, é "altamente desgastante"

 

Para Bruno de Carvalho, ser presidente do Sporting, é um sonho de menino que vem dos 6 anos de idade!

 

É um sonho que está a ser tão bom de desfrutar, que chora para que não o deixem cair pela escassez de emprego!

 

Os antigos presidentes, "bons" ou "maus", na prática, eram-no por sentido de missão. Filipe Soares Franco poderia ter continuado, mas "saiu amargurado e desiludido"

 

Afinal, o futebol é irracionalidade. E ser presidente nunca poderá ser algo irracional como se de um mero adepto se tratasse. E hoje, o Sporting é gerido de forma irracional e esquizofrénica, na medida de adeptos cada vez mais cegos de ódio. Afinal, o que conta é agradar para manter o emprego! No passado, não só os presidentes não foram remunerados, como acabaram por se sentir a "mais" nesse mundo.

 

José Roquette, disse também, que "aqueles 3 ou 4 milhares de sportinguistas que estarão na Assembleia-Geral representam uma realidade muito mais poderosa e envolvente, devendo eles terem essa noção".

 

Nos dias de hoje, o Sporting, como um "todo", é "representado" numa Assembleia-Geral por meia-dúzia de gatos-pingados convocados no próprio dia! "Gatinhos" que têm sido coniventes com perseguições a outros sócios somente por terem opinião!

 

José Roquette preocupava-se com a eventualidade dos "interesses profundos e históricos do Sporting não serem à época devidamente cuidados".

 

Nos dias de hoje, "a data da puta da gala", é adiada por causa do casamento do senhor Azevedo!

 

E os adeptos, como reagem? Com a maior das naturalidades!...

 

Que se lixem os interesses históricos do clube! O que hoje é fixe é escrever comunicados sobre o Benfica!

 

Enquanto isso, Bruno de Carvalho, para não se "desgastar" como os presidentes do passado, aproveita para levar a Ornelas aos Guatemalas desta vida! 

 

O problema actual do Sporting não é uma questão de presidentes. É uma questão de mentalidade-colectiva.

 

Se os antigos presidentes se sentiram desiludidos e amargurados, eu, confesso, que como mero adepto sinto exactamente o mesmo... Também eu já me sinto a mais!

 

PS: Sou contra esta bipolarização entre Roquettismo e esta "nova era" que começou em 2013. Mas comparem os dois vídeos e atentem no discurso, no tom, na classe, e até no sportinguismo. 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

O Cantinho de Alkmaar

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D