Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

Quando pensei que não podiam descer muito mais de nível, eis que surge um SONHO em episódios de denotam no mínimo, um elevado grau de Criancice, para não dizer pior!

Ontem, enquanto dormia, sonhei que uma série de "gnomos de saltos altos" se iam revezando para responder num daqueles Quiz Show's da TV. Como dizem que não tenho sentido humor e sou sisudo, vou partilhar com todos o meu sonho. Mas porque a noite foi longa e relaxante, vou fazer o relato como uma novela de 5 épisodios a que chamarei QUIZ SHOW OU O DESFILE DOS HORRORES.

E foi assim que tudo começou....

Era uma vez um concurso televisivo que todos queriam vencer. Era um programa de equipas em que apenas a destreza dos seus membros determinava o campeão.

O apresentador era o Pedro Fernandes (este também está em todas!), e só o seu humor foi disfarçando o desfile de horrores que derivava dos concorrentes/gnomos que ali estavam.

Nunca vi um grupo de pessoas tão repugnantes, mas também não passou de um sonho...

Eram todos pequeninos e, por isso, tinham de usar todo o tipo de artimanhas para chegarem aos microfones.

A equipa era composta por 5 gnomos:

- o gnomo Gosma;
- o gnomo Bola-Rebola;
- o gnomo Rastejante;
- o gnomo Político
- o gnomo Amnésia.

20525948_2031231490433237_7976168837071116038_n.jp

 

1° EPISÓDIO

O primeiro a responder foi o gnomo Gosma.

- Caro concorrente! Para o prémio Voucher da semana em restaurante à discrição e onde até já tem uma app em que pode passar essa refeição a quem quiser e, pasme-se, sem limite de valor de consumo, faço-lhe a primeira pergunta: O que quer ser quando for grande?

- Em primeiro lugar nunca quero ser grande. – responde o gnomo Gosma - Ser grande obriga a ter que pensar muito e isso, sempre que tento, dá-me dores de cabeça. Mas se não fosse assim, e eu um dia fosse grande, queria poder assinar um contrato com um bruxo para me tornar inteligente. Queria poder mandar e-mails para o clube da minha terra e ser sempre campeão sem ser apanhado. Queria ter os SMS do telemóvel do Presidente da Câmara da minha terra para ele ser obrigado a legalizar o anexo que fiz na minha casa sem licença. E queria poder ser paineleiro num programa de televisão e poder dizer tudo sem qualquer consequência e com a ajuda do moderador.

- Bem - diz o apresentador -, apesar de honesta, não posso considerar a resposta suficiente por derivar de meras hipóteses teóricas, pois revelou que nunca conseguirá ser grande. Por isso vou dar-lhe 3 possibilidades de ajuda:

1. Do público;
2. Fazer uma chamada;
3. Chamar um dos seus colegas para o substituir.

- Público, nunca! – apressa-se a dizer o gnomo Gosma - Eu só faço destas coisas em privado. Chamadas não pode ser, pois devo estar sob escuta com tanta coisa estranha que já devo ter feito. Venha de lá um colega... pode ser o gnomo Bola-Rebola". Ele sabe pouco, mas em compensação arrasa tudo como se fosse um cilindro das obras...

 

- Caro gnomo Bola-Rebola - avança o apresentador -, vamos então tentar chegar ao tão desejado prémio. Podemos começar?

- Posso só acabar de comer esta baba-de-camelo? – Perguntou o concorrente.

- Estamos em directo, mas já o vi fazer bem pior. - diz o apresentador - Vamos, coma lá isso, mas desta vez limpe bem a boca antes de começar a falar e peça aí ao seu colega do fundo um pouco de pó para retocar a maquilhagem para ficar bem nas imagens... Vamos então recomeçar. Ouviu o seu primeiro colega?

- Ouvi sim - disse o novo concorrente -, e quero já dizer que ele afirmou algumas coisas que ofenderam a memória do meu vizinho do lado, que já morreu, e que era um homem como nunca tinha visto...

- Mas o seu colega não falou do seu vizinho... – retorquiu o apresentador.

- Não?!? - disse o gnomo Bola-Rebola - Mas, se não ganhou, ofendeu-o na mesma, pois o meu vizinho não merecia… Enfim, você já me está a enervar. Ofendeu a memória do meu vizinho e acabou! Veja lá se quer que eu para a semana lance o boato que você me cuspiu enquanto eu comia a baba-de-camelo? Avance com isto que eu, de certeza, tenho a resposta aqui nos meus papéis...

20479989_2031231763766543_7910503535060534799_n.jp

 

- Bem - diz o apresentador -, então vamos lá... A pergunta é: o que faria se os seus vizinhos lhe quisessem, de acordo com a Lei, interditar o acesso a casa, pois insiste em utilizar os elevadores que não estão legalizados para levar pessoas com o seu peso?

- Olha, olha - disse o gnomo Bola-Rebola -, essa é fácil... Promovo um jantar com os meus amigos da assembleia do café do bairro, e pressiono o instituto da juventude lá da rua a mudar a Lei. Quer ver, vou mostrar-lhe como funciona. Mando agora um e-mail a dizer: “Olá! Vamos todos catequizar o elevador do meu prédio. Juntos iremos subir cada vez mais alto e nunca me esquecerei de quem me fizer chegar primeiro à porta de minha casa”. Agora esperamos um segundo... e pronto, eis a resposta: "Doutor, considere o assunto resolvido. Você manda, nós executamos. A Lei está mudada só para lhe servir a si!". Viu? Mas espere, que vai ver mais. O meu telemóvel ainda vai tocar... Cá está: “Alô? Quem fala? É o senhor do condomínio? Ah... quer dizer que já não estou interditado para entrar em casa mesmo que use o elevador. Mesmo que o avarie sempre, entro fazendo todos pagar o arranjo? Top! E? Desculpe, não ouvi… Repita que vou pôr em alta voz”. Do outro lado linha, o homem do condomínio repete, submisso: "Doutor, tudo, mas tudo, o que precisar é só dizer. Nós mudamos tudo para que o doutor continue a ser o maior. E o resto dos inquilinos que se lixem! O doutor é o maior! Nunca se esqueça disso". Viu? - diz, impante, o gnomo Bola-Rebola - Bastou um e-mail com o meu companheiro da Liga dos Come Tudo, o gnomo Chorão Corporate em CC, e conseguimos tudo. E-mail para aqui, SMS para ali... isto é tudo nosso!

- Não me parece um procedimento muito correcto - diz o apresentador -, e, por isso, não posso considerar ainda ganho o programa. Confesso que a sua resposta e tudo o que me mostrou é mais confuso do que a p* da gala... Assim, vou dar-lhe as mesmas oportunidades de ajuda que dei ao seu primeiro colega:

1. Do público;
2. Fazer uma chamada;
3. Chamar um dos seus colegas para o substituir.

- Ser substituído? – diz, indignado, o gnomo Bola-Rebola - Nunca! Prometo que, se me mantiverem, no próximo programa vou fazer umas revelações sobre o primo da tia do avô da amiga do chefe do meu afilhado, que vão deixar todos de boca aberta. Eu não quero nenhuma dessas opções. Preferia fazer um e-mail, posso?

- Não! - diz o apresentador - E-mails não estão nas ajudas.

- Isso é que é pena - diz o gnomo Bola-Rebola -, pois se os e-mails estivessem nas ajudas e não nos servidores de Carnide não tínhamos sido catados...

- Desculpe? - pergunta o apresentador – Catados?

- Nada! - diz o gnomo Bola-Rebola - Estou aqui a pensar alto. Você até me deu uma boa ideia. Mas agora vou fazer um telefonema e, o seu chefe, já lhe vai ligar a dizer se muda as regras ou não para eu fazer como quero. Se quero que se possa mandar um e-mail, vai ver que vou poder.

Neste momento, o gnomo Bola-Rebola é interrompido pelo gnomo Rastejante...

sss sm ok okok.png

 

 

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

O Cantinho de Alkmaar

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D