Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Os desabafos de fiéis Leões

"Querido Líder" para sempre

Kim Jong-Brun 2 (1).png

 

Azevedo de Carvalho pretende continuar a perpetuar-se no Sporting, quer de forma directa, quer por via das crescentes nomeações que vão sendo feitas por familiares ou dirigentes de confiança.

 

Uma das formas de o fazer, agora que (depois de ter corrido com o ex-Presidente do Conselho Fiscal e Disciplinar, Jorge Bacelar Gouveia, a quem fez a vida negra) aniquilou qualquer tentativa que fosse do dito CFD em fiscalizar seja o que for (Este órgão ainda existe?), é voltar a pensar nas alterações os Estatutos que tinham merecido a repulsa do ex-presidente do órgão.

 

Em concreto, o "Querido Líder" tem manifestado a vontade de, numa AG (deve ser numa daquelas em que comparecem 50 associados...),  propor uma alteração estatutária em que os mandatos dos órgãos sejam aumentados para, pelo menos, 6 anos, podendo o mesmo presidente da direcção (e da SAD) ser reeleito por 3 vezes seguidas...Tudo isto a bem da estabilidade, claro, e usando o discurso do seu "novo amigo" Jorge Nuno Pinto da Costa de que só com um mandato longo é que os títulos podem surgir...

 

A concretizar-se este objectivo será a perpetuação ad aeternum de Bruno no lugar e, a par, a de um conjunto de amigos, conhecidos e apaniguados que se vão servindo do Sporting. O Sporting é cada vez mais deles. É o tal Sporting Clube de Carvalho a que o ex- candidato de oposição Madeira Rodrigues aludia aquando da campanha eleitoral.

 

 

O Sporting é nosso, senhor Presidente!

Em Janeiro de 2015, quando de forma inusitada um presidente pediu um balanço de então metade do seu mandato aos associados em AG, lá estive durante cinco minutos a intervir aplaudindo alguns pontos e criticando muitos outros.

Anteriormente já tinha pedido intervenção em três outras de forma mais pontual. Achei que, pese não acreditar minimamente nas capacidades, porque no valor humano está mais do que apresentado para mim, a pessoa que preside o Sporting Clube de Portugal não atingisse alguns parâmetros que não estão no ADN do Clube.

Se apelidar associados de "governo sombra"; ofender de estúpidos, ratos doentes mentais, entre outros epítetos aberrantes só acrescentam razoabilidade ao que eu e muitos mais (alguns têm medo de lho dizer) pensam de si, existem coisas que tudo extrapolam.

575115.png

 

Não quero sequer falar no dinheiro gasto a rodos no futebol sem resultados, não quero saber como consegue ter tanto dinheiro nas modalidades quando a mim, olhos nos olhos me falava em terem que ser autosustentáveis, não quero saber se o seu casamento é mais importante que a "Puta da Gala", que na realidade é um evento que nada me diz, por ser apenas um brinquedo seu, não quero saber na realidade de tanta coisa aberrante.

 

O que me choca, e devia chocar a todos os que pensam, é que o senhor use de abuso de poder e de um nepotismo puro, quando nomeia a sua esposa para um cargo tão importante cuja designação very british não me ocorre, mas que no fundo é, tirando o futebol e as modalidades a DDT ( Dona Disto Tudo). Mesmo que tenha capacidade, embora não me pareça, é uma vergonha que coloca o Sporting Clube de Portugal a competir com alguns regimes ditatoriais, transformados numa "família".

 

Repito o que já tenho afirmado. O Sporting não é seu, nem da sua família. Esqueça lá isso. Antes de entrar para o Sporting, dizem alguns que foi um associado incumpridor anos a fio, chegou a presidente com a legitimidade que a democracia lhe confere, mas não abuse da sua liderança. Olhe que os ditadores são todos espertos e inteligentes e a si reconheço-lhe apenas o primeiro atributo.

 

Não abuse, sob pena do que em tempos disse Luis Duque, o cheque e a vassoura seja muito penalizante para o Sporting Clube de Portugal. Depois de despedir funcionários de muitos anos com o dinheiro da banca, agora depois dos amigos Batista, Geraldes, Ferrão e suas "focas amestradas", a esposa.



Afinal o Sporting para si é uma "quinta" dos seus amigos e família. Mas olhe que está enganado. É mesmo NOSSO e você vai perceber isso... Se calhar mais cedo do que tarde!

jc 1.png

 

 

 

Jorge Jesus e o seu EGO, sempre a vilipendiar a história do Sporting!

 

 "A equipa está a drtyo01.pngcrescer. São coisas bonitas que fizemos. O Sporting nunca tinha ganho na Roménia, ganhou... Mas os meus dois anos têm sido consecutivamente isto: fazer coisas que o Sporting não consegue fazer, agora só me falta ganhar títulos em Portugal", admitiu o técnico, que aproveitou ainda para enaltecer a importância de Jérémy Mathieu e Fábio Coentrão neste encontro, pela sua experiência de Champions.

 

*************************************

E quando se pensa que já se ouviu tudo, ele surpreende. Ainda se fosse pela positiva, mas não é!

No primeiro ano em Alvalade, conseguiu perder o campeonato quando tinha sete pontos de avanço e na segunda volta. Um triste!

Começo a entender porque é que colocou o STEUA num nível muito mais alto do que o merecido: para se achar que vale muito mais do que o...merecido!

Este senhor desdenha a honrosa história do clube que teve treinadores que brilharam e fizeram muito jogadores brilhar, com muito menos orçamento!

No Sporting, Jesus levantou uma Supertaça e esta foi à custa do que o Marco Silva deixou alinhavado em condições indecentemente adversas!

Jorge Jesus tinha a obrigação de melhorar a sua postura comunicacional!!!  Com o seu EGO, nem que o Cristiano, o Messi, o Neymar e outros grandes craques estivessem às suas ordens, seria sempre ele o CRÉME de la CRÉME!

 

Que falta de respeito pelo Sporting, raios o partam!

 

 

Sporting apurado para a fase de grupos da Liga dos Campeões com vitória arrasadora!

 

Jorge Jesus mostrou-se satisfeito com a goleada aplicada ao Steaua de Bucareste e com o trabalho da sua equipa. O técnico leonino acredita que foi alcançado mais um objetivo.

"O nosso objetivo era conquistar o apuramento para a fase de grupos. O nosso primeiro jogo proporcionou um resultado que nos dava confiança para chegarmos a este jogo de outra forma. Marcamos primeiro e isso deu outra dinâmica à equipa. Com um ambiente difícil, 50 mil pessoas, mas não é nada que os jogadores do SPorting não estejam habituados, a experiência do Mathieu e Fabio Coentrão na Champions também foi importante. Fizemos um bom jogo, como disse o Sporting nunca tinha ganho na Roménia, mas os meus dois anos têm sido consecutivamente isto: fazer coisas que o Sporting ainda não conseguiu fazer, só falta conquistar títulos em Portugal", afirmou o técnico, na zona de "flash interview".

O técnico do Sporting revelou também a aposta em Doumbia, em detrimento de Bas Dost.

"Era importante com as características do Doumbia para o jogo, foi feliz fez um golo. Quando o Bas Dos entrou, o jogo estava mais fácil. Fizemos dois golos no contra-golpe. A entrada de Petrovic, se calhar ninguém reparou, mas foi determinante porque foi ele que recuperou as bolas para os golos. O Sporting está de parabéns, o público está de parabens, isto é que é paixão no futebol, é estar a ser goleado por 5-1 e bater palmas à equipa e aos jogadores", afiançou Jorge Jesus, que não acredita numa conquista da Liga dos Campeões

"O objetivo já alcançamos, agora vamos desfrutar de estar na Champions. Sabemos que na realidade, a Champions em termos de título, é para quatro ou cinco. Agora vamos desfrutar para tentar chegar o mais longe possível", explicou Jorge Jesus.

O Sporting goleou o Steaua de Bucareste por 5-1, na segunda-mão do play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, depois do nulo conseguido na primeira-mão.

O Sporting vai integrar o pote 4 do sorteio da Liga dos Campeões, que se realiza esta quinta-feira, às 17 horas, no Mónaco.

Via SAPO DESPORTO

 

 

 

 

 

 

Vídeoárbitro e Audioárbitro - por Manuel Fernandes Silva

naom_599a800ca3657.jpg

 

Jorge Sousa errou. Esta é a frase da semana no futebol português. Não foi um erro técnico ou disciplinar, mas sim de vocabulário e de volume. O árbitro do jogo entre o Sporting B e o Real abriu as goelas, foi traído por um nível sonoro demasiado alto, de longa duração e muito projectado mediaticamente. Não havia necessidade de empurrar Vladimir Stojkovic para a baliza daquela forma, mas há muitas décadas que os campos de futebol deixaram de ser salões de chá.

No meio do relvado, no resfolegar da luta pela bola e com o cansaço a pesar nos ombros, a língua solta palavras que ferem os ouvidos menos preparados, mas que raramente ultrapassam a fronteira do jogo. No fundo, o futebol tem uma linguagem própria que é, tantas vezes, imprópria. A prova disto foi a reacção do guarda-redes e dos companheiros de equipa: Stojkovic acatou as indicações sem mais protestos e os jogadores do Sporting B não pareceram ficar demasiado abalados com aquele uso de palavras menos próprias e que – sublinho – deveriam ter sido evitadas pelo árbitro.

A condenação do que Jorge Sousa disse terá de ser consensual, mas a dimensão da pena aplicada e do julgamento público a que ficou exposto dificilmente merecerão a mesma unanimidade. O vernáculo intimidatório tem de ser expurgado do discurso dos árbitros, mas rapidamente se passou de um caso infeliz para a generalização perigosa, para o elogio da exemplaridade da pena e para a condenação de uma alegada (e alargada) prepotência dos juízes.

Em cerca de 20 segundos, Jorge Sousa disse cinco palavrões, mas se fizermos o exercício de os retirar do discurso, percebemos que houve pouco mais do que uma exaltada imposição de autoridade perante um jogador. Não é possível perceber se houve total exagero na forma como a exerceu, porque também não percebemos qual terá sido o detonador da reacção acalorada do juiz.

É evidente que Jorge Sousa não poderia sair disto sem mácula. Trata-se de um árbitro internacional e de uma referência do sector, com a obrigação de dar o exemplo em campo e em todos os jogos. Por outro lado, chegou a este momento respaldado por anos de uma carreira exemplar e sem antecedentes disciplinares. Se tudo isto tiver sido considerado na decisão de punir Jorge Sousa com três jogos de suspensão, não será impossível ficar com a ideia de que o fuzilamento público terá conseguido penetrar as sólidas paredes do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

Decidir rapidamente nem sempre é decidir bem e a pena mínima (um jogo de suspensão) serviria perfeitamente para punir as palavras que Jorge Sousa já estará arrependido de ter dito. Ao esticar até aos três jogos o castigo, o órgão presidido por José Manuel Meirim arriscou abrir uma frente de luta com a mais atacada, mas também mais unida das classes do futebol nacional. Daqui para a frente, o Conselho de Disciplina terá de ter ouvido muito atento e mão igualmente pesada em relação a todos os diálogos menos próprios nos estádios portugueses.

Nas primeiras três jornadas, o videoárbitro devorou quase todo o futebol que o campeonato teve para dar. Com o surpreendente aparecimento desta espécie de "audioárbitro", o espaço para falar do jogo será ainda mais reduzido. Mas, já que apareceu, então que venha para ficar. Os ouvidos agradecem.

 

Manuel Fernandes Silva da RTP.jpeg

 

Manuel Fernandes Silva é jornalista na RTP e escreve no Bancada às quartas-feiras 

 

 

 

 

MULHER DE BRUNO DE CARVALHO DESPEDE RIVAL NO SPORTING

Joana Ornelas assume novo cargo no Sporting e despede funcionária.
Promoção está a gerar mal-estar em Alvalade.
 
JOÃO MONTEIRO DE MATOS
 

d4y.png

 

Cerca de dois meses após ter casado com Bruno de Carvalho, Joana Ornelas, de 31 anos, assume agora o cargo de responsável pelo departamento de Business, Management e Public Affairs do Sporting e, depois da promoção, já começou a limpar a casa.

A primeira ‘vítima’, apurou o CM, foi Inês Alves Caetano, que já foi dispensada de todas as suas funções administrativas dentro do clube. Recorde-se que Inês, de 32 anos, chegou a ser apontada como namorada de Bruno de Carvalho, após a separação da então mulher, Cláudia, mas o presidente do Sporting desmentiu o caso.

O novo cargo de Joana está a gerar algum mal-estar dentro da estrutura leonina. "Há muito burburinho e já se fala nos corredores. Depois do primeiro despedimento provocado pela Joana, sente-se alguma instabilidade", diz uma fonte ligada aos leões.

Recorde-se que Joana Ornelas já trabalhava no Sporting quando conheceu Bruno de Carvalho, de 45 anos, mas na altura não tinha qualquer cargo, sendo funcionária da área de Marketing. 

Agora, assume um lugar de chefia num departamento que foi reativado e que surge com a liderança da mulher do presidente dos leões.
 

fonte 2.png

 

 

 

---------------------------------

Estamos a citar uma notícia cuja origem é o Correio da Manhã!

Muito podem questionar: se é do CM, terá credibilidade?

Compreendemos a dúvida até certo ponto, mas dúvidas há nenhumas de que ao CM, foi-lhes dada a exclusividade da reportagem do casamento do Azevedo de Carvalho com Joana Ornelas, agora Madame ....de Carvalho!

Portanto, azias a este respeito acho que não fazem sentido!

Além disso, diz o velho ditado:

- Não há fumo sem fogo e neste caso, é uma dupla com perfil para grandes 'incêndios'!

Apesar de tudo, há que dar tempo para se ver se esta recente promoção/contratação vai valer a pena! 

Terá cláusula de rescisão?

 

Afinal o Sporting de hoje é tão igual ao Sporting de antes! Se não pior!

A próxima pessoa que me chamar sportinguense, lambuças, ou ouvir frases como: "tu queres é tacho", "queres é o Godinho de volta" e afins, vá para um sítio que eu cá sei!
Afinal o Sporting de hoje é tão igual ao Sporting de antes! Se não pior! Gostava de ver defender isto!

joana de c.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ler aqui

"Brunistas" já defendem isto: a "senhora está há 10 anos no clube e acham normal em 9 meses, ela ser promovida 2 vezes, quando em 10 anos (diz o Record, mas não terá sido mais de 5 anos) que lá esteve, não o foi ...!

Se trabalha há 10 (?) anos no Clube, nunca trabalhou na sua área de formação, e andou por várias funções. Aparentemente em Novembro tratava da bilhética, no início do ano, passou a Assistente de Marketing, e de repente é responsável pelo departamento de Business? Antes de começar a andar com o presidente nunca lhe recolheceram valor para tanto, e de repente sim? 9 meses para uma promoção destas? Tendo em conta que há 9 meses ninguém a conhecia, e agora por ser mulher do presidente tem direito a esta função? É que nem na área da nova função, ela tem experiência. Eu também posso ter curso de algo, mas se nunca exerci, como sabem do meu valor?

Para além disso, no meu clube manda-se muito para o ar que no tempo do anterior presidente é que havia este tipo de situações ... pelos vistos com este presidente faz-se o mesmo. Mas a bipolaridade de alguns, só vê o passado e não o presente ...!

---------------------------

 

Curioso o bipolarismo das pessoas, criticam o Record quando se fala de jogadores, resultados porque o jornal só quer destabilizar e de repente já não se coloca em causa este tipo de informação plantada!

Nota-se bem de que o texto foi encomendado. Se lerem com atenção parece um comunicado.

 

 

Nomear família para cargos, não é de agora por parte do Azevedo de Carvalho:

 

 

jjkl.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/4

Mais sobre mim

imagem de perfil

O Cantinho de Alkmaar

Por um Sporting fiel aos seus pergaminhos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D